umbigo
border=0
border=0
 
   Arquivos

16/04/2006 a 22/04/2006
19/03/2006 a 25/03/2006
11/12/2005 a 17/12/2005
04/12/2005 a 10/12/2005
 
border=0
Outros sites

 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis


Votação
Dê uma nota para meu blog



border=0
 


 Veja meu novo blog: umbigodepedra.wordpress.com

Veja também meu álbum de fotos: pedregulhosol@yahoo.com.br

 

...E Tudo começou com as Naves

Curriculum Vitae

Livro “...E tudo Começou com as Naves”



Resumo dos capítulos:


· A Nova Faculdade Humana. (Está para desenvolver no homem uma Nova Faculdade.)


· Tudo Começou com as Naves (Descrevo as minhas experiências com as naves que aconteceram em uma série de noites consecutivas.)


· Anjos ou Extra-terrenos? ( Hoje eles são chamados de extra-terrenos. No passado eles foram chamados de anjos.)


· A Descoberta da minha Essência. (Uma experiência mística, que poucas pessoas em todos os tempos podem ter.)


· A Marca Metafísica. ( No Filme “Contatos Imediatos do Terceiro Grau”, essa marca foi mostrada simbolicamente por uma marca na face das pessoas que tiveram contatos com naves. Na Bíblia ela é mostrada como um batismo. Na Ciência ela é idêntica a uma indução elétrica. Na realidade ela é tudo isso e é o principal motivo das vindas das naves.Os seres extra-terrenos deixam uma carga de Energia Superior nos seres humanos que possibilita ao ser humano se ligar com essa Energia Superior e desencadear aqui na Terra uma reação em cadeia. Disso depende a sobrevivência da nossa humanidade e do nosso planeta.)


· “Derrubai este Templo e em Três dias o Reedificarei”.( Era do Templo do próprio corpo que Jesus falava, cada corpo humano é um templo onde habita o Cristo.)


· As Ruínas do Templo. (Se o dono do templo está definhando, não pode cuidar do templo, por isso ele fica em ruínas, e essas ruínas são as doenças do nosso corpo.)


· O Dízimo do Melhor do ser humano.(Para desenvolver a Nova Faculdade, é preciso desenvolver antes dez por cento da capacidade do nosso cérebro, esses dez por cento são o pleno desenvolvimento da inteligência. Nas Escrituras Sagradas isto é mostrado simbolicamente pelo dízimo dos bens materiais que o ser humano possui.)


· Um dos Simbolizados mais Bonitos. (Aqui descrevo um simbolismo que me foi mostrado, através da minha Visão Metafísica, é a minha Visão de Tela, a minha Telepatia Superior.) (Simbolizado é o termo místico que uso para mostrar o significado, a beleza do significado. É muito mais importante que o simbolismo. Simbolismo é o símbolo, a interpretação, o veículo que me sirvo para mostrar o simbolizado. O simbolizado, neste caso, tem uma importância maior que um simbolismo comum, porque mostra uma verdade superior.).



Escrito por Maria Aparecida Laurentino às 16h04
[   ] [ envie esta mensagem ]






A Telepatia. (É uma visão de tela despertada pelos extra-terrenos, que abrange toda a parte visional de quando estamos com os olhos abertos; quando estamos com os olhos fechados, aparece como se fosse uma parede escura, aí se torna como uma grande tela, onde são projetadas coisas por escrito, imagens de lugares e pessoas, e onde podemos ver num local distante como se fosse um mecanismo de televisão. (Este é um dos sentidos que faz parte da Nova Faculdade, que está para nascer no homem. Esta faculdade é potencial em todos os seres humanos. Chamada de "Olho do Cristo" e "Terceira Visão", se concentra entre as duas sobrancelhas).
Neste capítulo também falo de uma outra telepatia, que não é uma visão de tela, mas que tem vários modos de se manifestar. Esta pode ser atual ou potencial nas pessoas.


Sofrimento, Elemento Atualizador. (Quando o sofrimento é recebido de um modo positivo, ele é um elemento de evolução do ser-humano. Quando ele é recebido de modo negativo, ele é um elemento que age de modo contrário ao anterior.)
Judas e o Cristo. (Em cada ser humano habitam um Judas e um Cristo. O Judas, envolvido pelas coisas do mundo, leva o Cristo à morte por causa dessas coisas. Só que a morte do Cristo leva à morte o Judas, porque só existe vida para o Judas se existir vida para o Cristo.)


A "Parábola das Moedas". (Cada ser humano recebe de Deus determinadas potencialidades que ele terá que desenvolver ao longo de sua vida. Ele precisa dos conhecimentos que o desenvolvimento das potencialidades lhe traz para a sua evolução e para a sua parte na evolução da humanidade. Esta parábola pertence à Bíblia).
Da página 66 até a página 112 do meu livro são dedicadas a narrações de simbolismos e projeções.


Simbolismo do Câncer. (Desenho acompanhado de explicações a respeito.)


O Átomo. (É a matéria-prima do mundo Físico. (e cá entre nós; do espiritual; também).
Esquema Quadriculado do Mundo Metafísico (desenho). (Um mundo que me foi mostrado através da minha visão de tela).


Um Mundo Desconhecido. (É o Mundo do Esquema Quadriculado, próximo à Terra, do qual o nosso planeta necessita. É o mundo dos seres que eu vi dentro da nave. Um mundo feito de energias e, de um certo modo, invisível aos nossos olhos. enos.
Minha Experiência com os Seres Extra-terrestres (Através de uma projeção, vi quatro seres idênticos, que pareciam estar envoltos em chamas, dentro de uma nave. Era uma forte energia emanada de seus corpos.)


O Mundo Subterrâneo. (Nem todas as naves são de extra-terrenos, algumas são de seres intra-terrenos, seres que habitam o nosso subterrâneo. Na minha experiência fiz uma projeção física dentro de um subterrâneo.)


O Macro e o Micro. (Aqui falo do mundo macro, que está acima de nós, e do mundo micro, que está abaixo de nós.)
Caminhos para evitar a desintegração da matéria. (Aqui falo sobre o câncer, e caminhos de cura do mesmo.)


O Poder da Luz. (Aqui falo sobre o poder da Luz e diversos casos desse poder.)
Os Simbolizados do Pai. (Aqui falo sobre os simbolizados da minha visão metafísica, como acontecem, e por que acontecem.)
Experiência com nave de um rapaz brasileiro. (Um rapaz que apareceu em várias reportagens dando depoimentos sobre uma captura sua e uma viagem dentro de uma nave. Experiência esta que me atentou para a existência de subterrâneos habitados, e que me levaram à projeção do capítulo anterior).


As Pirâmides. (As Pirâmides tem um fator importante nos mundos subterrâneos).
Sodoma e Gomorra. (O que aconteceu em Sodoma e Gomorra foi um fenômeno natural, um fenômeno que acontece na Física e que tem relação com o não ter acontecido a marca metafísica. Fenômeno este que tem a ver mais com a Ciência do que com a Religião).
Meu primeiro Batizado. (Aconteceu enquanto eu dormia, pela atração de um corpo astral. Embora eu dormisse, tudo foi consciente (todo ser humano batizado pode batizar também)).


Recapitulando e Indo Além. (Faço um resumo do que já foi escrito no meu livro, explicando melhor, e daí em diante, contando coisas que vão além do que já havia escrito.)
Um Astro que tirou a Terra da Órbita do Sol. (Uma visão que pode ser um acontecimento passado ou um acontecimento futuro. De qualquer modo,se já não aconteceu, vai acontecer. Pode também ser apenas um simbolismo).
Um Extra-Terreno com cabeça de cone. (Aconteceu na minha visão metafísica). É um antepassado nosso e um advir nosso. Se no passado temos uma descendência, na nossa evolução fatalmente seremos tudo isso, somados com todo o caminhar que a nossa humanidade teve, levando-se em conta a sua evolução e a sua transformação acarretada pelos obstáculos (climas, espaços, etc.) encontrados no nosso caminho, passado e futuro.


A Causa Básica do Homossexualismo. (É um fator que tem resposta dentro da Física e não é problema de um indivíduo, mas sim da sociedade em que vive, significando isto que as energias do ser humano estão em desequilíbrio na sua totalidade e estas se manifestam em todos os ângulos da humanidade. Este fenômeno se manifesta também na sexualidade, provocando o homossexualismo. que é uma nuance dos efeitos dos graus das energias da humanidade que está em desnível no momento e que tem a ver apenas com o fator da Física (atração dos corpos), fenômeno este de uma sociedade, não apenas de um indivíduo, significando que o desnível de grau de energia na sexualidade da nossa humanidade não possibilita uma atração entre indivíduos com o nivel diferente, e a atração acontece com quem está com o nivel equivalente, seja este de que sexo for, mesmo sendo do mesmo sexo, a atração, em alguns casos, acontece pelo pólo contrário do indivíduo, (Dentro da natureza, e na Física, tudo e todos possuem ambos os pólos, positivo e negativo).


A Fecundação de um Messias. (Os seres superiores vivem milhares de anos, ou sempre, sem ter morte física. Nesse caso, a fecundação de um ser superior também leva milhares de anos. Aqui na Terra aconteceu dois mil anos atrás, quando nasceu Jesus, e supostamente, tenha acontecido nos tempos de hoje, na década de 1980.
Esta fecundação não tem contato físico e é feita pela atração dos corpos astrais, mas enquanto a humanidade está em evolução, no mesmo estágio nosso, pode acontecer uma semi-fecundação desse tipo. Primeiro acontece a fecundação astral, que depois é completada com o ato físico.
No Planalto de Piratininga "tem uma praça, na qual existe a árvore da vida, que dará os seus frutos, cada um no seu tempo".
Supostamente, as fecundações superiores teriam se dado no Planalto de Piratininga (Planalto de Piratininga foi o primeiro nome que a cidade de São Paulo teve. Abrange, principalmente, da Serra de Santos até perto do centro da cidade de São Paulo, além de outras periferias.).


Sobre Nostradamus. (É um capítulo resumido que fala sobre as falsas interpretações sobre a obra de Nostradamus, mudando completamente o sentido dado por Nostradamus e mostrando ao mundo uma falsa obra de Nostradamus completamente diferente do que ele disse).
Neste capítulo transcrevo algumas quadras (poucas) de Nostradamus, dando o sentido exato dessas quadras. São conhecimentos que eu faço questão que as pessoas saibam, por isso, transcrevi poucas. Muitas das quadras de Nostradamus tem relações com as minhas experiências.


Relatório Completo sobre o Câncer. (Este capítulo é para mostrar à Ciência o que é realmente o câncer. A sua cura, em qualquer tipo de câncer e qualquer estágio que ele esteja).



Escrito por Maria Aparecida Laurentino às 01h10
[   ] [ envie esta mensagem ]






Ensaio sobre:Sagarana de João Guimarães Rosa

Ensaio sobre:Sagarana de João Guimarães Rosa
(Projetos:de livro e de palestras.)

Ensaio sobre "O BURRINHO PEDRÊS"
Conto de João Guimarães Rosa

Conto de João Guimarães Rosa


"O Burrinho Pedrês" é uma história não profana; uma história Cósmica; que se desenrola numa dimensão superior.Nela o autor conta a história de um homem, ou seja, de um ser humano através da história de "Sete-de-Ouros".
"Sete-de-Ouros" é o nome do burrinho que representa um ser humano na história menor e este representa um homem na história maior. A história do burrinho, apesar de todas as suas qualidades, age apenas como um símbolo para mostrar o desenrolar da vida de um homem na sua evolução Cósmica. Nessa evolução, em dado momento, ele tem uma vida aqui na Terra.
São, portanto, três histórias.
O ser humano aqui da Terra, na atual etapa da sua evolução Cósmica, é um burro teimoso ("Burro teimoso" é um capítulo do meu livro). O burro teimoso ainda está abaixo do "Burrinho Pedrês", portanto, o "Burrinho Pedrês" adquiriu capacidade de evolução que os outros seres humanos ainda não atingiram. Por esse motivo o autor mencionou, na descrição que fez de Sete-de-Ouros, um par de óculos naturais, insinuados pelos dois cavos em cima das órbitas". "Parecia ainda mais velho. Velho e sábio". Na história menor o ser humano, representado por "Sete-de-Ouros", era um sábio comparando com os outros seres humanos, porque ele tinha essa capacidade natural que os outros não tinham.
O nome "Sete-de-Ouros" também tem a sua simbologia: nos quatro naipes de baralho o sete tem simbologia nefasta. O naipe de ouros, porém, não é das mais ruins (outras cartas têm simbologias piores), dependendo das demais cartas que acompanham o sete-de-ouros na tirada.
O naipe de ouros é um naipe que remete à evolução, progresso em todos os âmbitos, e isso abranda a carga nefasta da carta sete.
Na história do "burrinho Sete-de-Ouros", as cartas que atuaram com o sete-de-ouros da simbologia da carta, foram justamente os acontecimentos causados pela ação nefasta da carta sete, que, apesar de serem acontecimentos causados pela ação do sete, agiram como cartas positivas em relação ao sete-de-ouros e culminou no final da estória com o "Sete-de-Ouros", sendo o herói que se salvou e levou com ele quem estava agarrado sobre o seu dorso e quem estava agarrado no seu rabo, significando isto que o "Burrinho Pedrês" deixou de ser um burro, porque conseguiu ver além, e nessa sua arrancada, conseguiu promover a evolução de quem estava inteiramente com ele e introduziu na evolução quem também estava seguindo os seus passos.
O título do conto "Burrinho Pedrês" também tem a sua simbologia.
"Pedrês" é relativo à pedra, e a construção feita com pedras é mais forte do que a construção feita só com areia: Vejamos essa simbologia usada no Novo Testamento das Escrituras Sagradas. "Os discípulos de Jesus lhe perguntaram: - Quem vós sois?" Então Jesus, se dirigindo a Simão, perguntou-lhe:
- E você, Simão, o que achas de mim, o que eu sou?
- Senhor, tu és o filho de Deus feito homem, tu és o Cristo.
Jesus, vendo que Simão tinha um elemento que o reconhecera e que não era um elemento comum e sim um elemento divino, disse:
- Tu és pedra e sobre esta pedra edificarei a minha igreja. De hoje em diante te chamarás Pedro".
Como vemos, o nome "Pedrês" tem a mesma simbologia relativa a Pedro, usada por Jesus. Porém a simbologia de "pedra" não está ligada propriamente a Simão e nem a Jesus, mas sim ao Cristo. Ainda nas Escrituras Sagradas diz que o Cristo é a "pedra angular" da construção da igreja de Deus.
Então, não era Simão e nem Jesus a pedra angular, mas sim o Cristo, que estava em Jesus e que estava em Simão.
Na história de Guimarães Rosa, ele estava no ser-humano, representado por "Sete de Ouros".
"Burrinho" tem a sua simbologia: o burro é híbrido, não pode gerar, por esse motivo, a palavra "burrinho" tem significado híbrido cosmicamente e incapaz de ver além. Portanto, "Burrinho Pedrês" significa um ser humano que conseguiu burlar esse hibridismo inerente ao ser humano.
Outro símbolo da história do burrinho: "Em cima dele morrera um tropeiro baleado pelas costas". Para que o ser humano passe de burrinho para "Burrinho Pedrês", ou seja, Pedra, tem antes que matar o seu ego, para que possa nascer um novo ser, para que possa realmente ser homem. O tropeiro que morrera em cima do "burrinho" simboliza essa etapa.
"Baleado pelas costas": de certo modo o ego é logrado pelo Eu, pego inesperadamente.
"A cobra Jararacussu, com diagonais amarelas, que veio agarrada ao focinho do burrinho": a serpente representa o intelecto, "Lúcifer", o porta luz". Para se desenvolver o "Burrinho Pedrês", tem antes que desenvolver plenamente o intelecto. É o pleno desenvolvimento do intelecto que dará ao homem a condição de realizar uma nova Faculdade que não é a inteligência. A inteligência opera apenas dez por cento da capacidade do cérebro humano e a nova Faculdade opera os outros noventa por cento restantes.
Nos três primeiros parágrafos da história de "Sete-de-Ouros", o autor enumerou os vários nomes e donos que "Sete-de-Ouros" teve antes de se chamar "Sete-de-Ouros".
Esses vários nomes e situações representam várias reencarnações que esse ser humano teve, no transcorrer da sua jornada Cósmica, antes dele se tornar um "Burrinho Pedrês".
Essas vivências anteriores dele têm fator importante na sua evolução Cósmica. Elas lhe renderam créditos, que somados, lhe proporcionaram a condição de se tornar um "Burrinho Pedrês".
(Não convém discutir se Guimarães Rosa acreditava em outras reencarnações, verdade é que segundo a "Lei de Lavosier, não existe criação, o que existe é a transformação. "Na Natureza nada se cria, nada se aniquila,tudo se transforma.").
Mas existem muitos outros símbolos nessa estória do burrinho.

Maria Aparecida Laurentino.

Ensaio completo sobre "O Burrinho Pedrês" e os outros contos de Sagarana, só serão publicados no meu livro "...E tudo Começou com as naves".


Escrito por Maria Aparecida Laurentino às 20h29
[   ] [ envie esta mensagem ]






O Casamento

O casamento é como um quadro
que o artista pinta
Quem casa é o artista que vai compor o quadro
A paixão é o esboço
Da habilidade do artista
Depende dele conseguir compor o quadro antes que o esboço se apague
Se ele não conseguir pintar o quadro antes que o esboço se apague
Não adianta recomeçar um outro quadro usando um outro esboço
porque ele vai ficar de esboço em esboço
e nunca vai conseguir compor um quadro
falta-lhe talento
(a menos que desperte o talento adormecido)

Escrito por Maria Aparecida Laurentino às 13h01
[   ] [ envie esta mensagem ]






[ ver mensagens anteriores ]
border=0